Alimentação saudável para gestante e lactante

Nutricionista Cássia GivegierPor:
Categoria : Dicas da Nutricionista | 09/03/2018 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email

O período da gestação requer cuidados especiais. Durante a gestação até a amamentação, a mulher deve se alimentar muito bem, pois as necessidades de nutrientes nessas fases são de extrema importância.

Dietas restritas não são recomendas para mulheres que já iniciam a gestação com sobrepeso ou obesidade, pois não é a hora de dietas radicais.

Da concepção até a amamentação, o bebê é totalmente dependente da mãe para sua nutrição e consequente crescimento e desenvolvimento. O feto se nutre através da placenta, portanto, tudo o que a gestante ingere irá diretamente para o bebê.

No período da lactação, é comum a mulher sentir mais fome do que o normal, já que o seu corpo está tendo que produzir o leite. Por isso, é importante saber o que deve comer para que o aleitamento materno transcorra com tranquilidade e qualidade, pelo menos até os seis meses de vida da criança.

Alimentos importantes para gestantes/lactantes

    • Proteínas magras devem estar presentes em todas as refeições, pois são essenciais para o desenvolvimento dos tecidos que vão formar o bebê e também na formação da placenta. Boas fontes de proteína são: leite, queijo, ovos, iogurte, feijão, ervilha, grão de bico, lentilha e quinua.
    • Ferro é um mineral essencial na formação da hemoglobina (responsável por carregar oxigênio no sangue). Sua deficiência provoca anemia. A demanda deste mineral na gestação é muito grande. São fontes de ferro: ovos, feijão e hortaliças folhosas como couve e brócolis. Para melhorar a absorção do ferro consuma junto com alimentos ricos em vitamina C (morango, laranja, kiwi, goji berry, cranberry, blueberry, tomate).
    • Cálcio é importante para o desenvolvimento dos dentes e ossos do bebê, ajuda a regular os batimentos cardíacos e a contração muscular. É importante principalmente nos últimos meses de gravidez quando a formação dos ossos é finalizada. Na mãe, a carência pode levar à gengivite e cãibras. Fontes: queijo, leite, espinafre.
    • O ácido fólico atua na divisão celular e na síntese proteica. A ingestão de ácido fólico antes da concepção até a 10ª semana de gestação ajuda a prevenir malformações do sistema nervoso central do feto. O médico já prescreve o ácido fólico (B9) logo no início da gravidez. Inclua na dieta alimentos ricos em ácido fólico: vegetais verdes escuros, frutas cítricas, gérmen de trigo, aveia, iogurte e pães integrais.
    • Em muitos casos o médico ou o nutricionista suplementam com o ômega 3, outras fontes são a linhaça dourada e marrom e a semente de chia.
    • Incluir na dieta as oleaginosas como castanha do Pará, castanha de caju, amêndoa, nozes pecan e chilena, avelã e macadâmia, juntamente com as frutas secas: uva passa, banana passa, damasco, ameixa, cranberry e goji berry.
    • Os integrais em geral são ótima opção, contém vários nutrientes importantes, entre eles as vitaminas do complexo B que são importantes para a saúde do bebê. Use aveia, amaranto, linhaça e inclua nas receitas farelo de trigo e farinha integral.
    • O Vita Sã é excelente para essa fase, possui ingredientes naturais e pode complementar as refeições da gestante ou lactante, fornecendo todos os nutrientes necessários para a saúde do bebê.
    • Evite o consumo de açúcar, sal, gorduras, alimentos com conservantes, corantes e temperos industrializados.
      Prefira açúcar mascavo ou demerara, sal marinho ou sal do Himalaia e abuse dos temperos naturais como açafrão, curry, chimichurri, orégano, cheiro verde, vinagrete e colorau.

Cuidado com chás, sempre pergunte para o seu médico.

Hidrate-se muito bem com água, água de coco e sucos naturais.

Quanto ao aporte calórico, vai depender de cada uma, na gravidez e na lactação a mulher precisa de mais calorias, por isso consulte um nutricionista para adequar corretamente a dieta.

 

Leia Também

Benefícios da Ora-Pro-Nóbis Originária do continente americano e encontrada em abundância na região Sudeste do Brasil, a ora-pro-nóbis é cientificamente chamada de Pereskia aculeata. Do latim, seu nome significa “rogai por nós”. As flores da planta são brancas, pequen...
Festa junina: é possível manter uma alimentação saudável? Quando começam as esperadas festas juninas, muitas vezes pensamos: e agora, como não fugir da dieta? A resposta é simples: aposte em alimentos que proporcionam mais nutrientes e é claro, tudo com moderação. Fugir de todas aquelas guloseim...
Alimentação saudável para corredores Para praticantes de corrida, a alimentação deve ser regrada e abastecida de energia, pois a demanda é muito grande. A alimentação, além de ser balanceada, precisa contar com alguns alimentos que fazem com que melhore o seu desempenho na cor...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *