Feijão: diferenças e funcionalidades

Nutricionista Cássia GivegierPor:
Categoria : Dicas da Nutricionista | 09/05/2018 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email

Já ouviu falar que para ficar forte tem que comer feijão com arroz? Essa é uma frase verdadeira! O tradicional prato dos brasileiros traz muitos benefícios para nossa saúde. E hoje vamos falar sobre o feijão.

Benefícios do Feijão para a Saúde

O feijão é rico em diversas vitaminas e minerais. É fonte de vitaminas B1, B2, B3 e B9 que colaboram para o bom funcionamento do sistema nervoso, é rico também em proteínas e minerais como potássio, ferro, fósforo, cálcio, cobre, zinco, magnésio e lisina (aminoácido importante para o nosso organismo).

Nos dá sensação de saciedade, pois no estômago, suas fibras formam um gel e, desta forma, permanecem mais tempo, resultando em um tempo maior para que a sensação de fome se manifeste.

Combate a anemia por conter ferro, que se combinado a alimentos que contenham vitamina C, como goji berry, laranja, o organismo absorve ainda mais o mineral.

Rico em potássio, o feijão colabora para a saúde do coração, além de contribuir para o relaxamento muscular, evitando cãibras.

O alto teor de fibra do feijão é responsável por seu poder de baixar o colesterol ruim (LDL).

O folato ajuda a baixar os níveis de homocisteína, que está associada com um risco aumentado de acidente vascular cerebral (AVC), ataque cardíaco e doença vascular periférica.

O alto teor de magnésio encontrados em feijão contribui para o bom funcionamento do coração. O manganês e cálcio, juntamente com outros minerais podem ajudar a prevenir a osteoporose.

Tipos de feijão e suas funcionalidades

  • Feijão preto: conhecido e consumidos em todas as regiões na tradicional feijoada. O caldo pode ser preto ou de cor amarronzada.
  • Feijão branco: com grãos de tamanho grande, é a variedade ideal para o preparo de saladas ou pratos mais elaborados.
  • Feijão fava: é um tipo de feijão maior que o normal possui proteínas, fibras e ferro, além do baixo teor de gordura.
  • Feijão fradinho: também conhecido como feijão macassar ou feijão de corda. É comum este tipo de feijão ser utilizado na culinária da região Nordeste do Brasil, como no preparo da massa de um alimento típico da região conhecido como Acarajé.
  • Feijão azuki: é amplamente utilizado na culinária japonesa. Tem uma cor avermelhada e grãos bem pequenos e tem o nome científico de VignaAngularis, possui ácido fólico, um elemento essencial e obrigatório para as gestantes, principalmente no primeiro trimestre de gestação pra a formação do tudo neural do feto.

Em cada 100 gramas temos aproximadamente:

O importante é incluir o feijão nas refeições todos os dias e utilizar temperos naturais para temperá-lo como vinagrete, chimichurri, curry, açafrão, coentro, louro, ervas finas e cheiro verde.

Leia Também

Alimentação saudável para corredores Para praticantes de corrida, a alimentação deve ser regrada e abastecida de energia, pois a demanda é muito grande. A alimentação, além de ser balanceada, precisa contar com alguns alimentos que fazem com que melhore o seu desempenho na cor...
Cardápio vegetariano para o dia a dia Se você pretende diminuir ou cortar de vez o consumo de carne, frango e até de peixes saiba que a dieta vegetariana é uma maneira comprovada de emagrecer com saúde e as proteínas vegetais são capazes de nutrir o corpo perfeitamente. Suge...
Qual a diferença do Cacau em pó Natural e o Cacau em pó Alcalino? O cacau em pó é o resultado das sobras secas e sólidas de cacau fermentado, ressecado e torrado. A amêndoa de cacau é quebrada em nibs e depois moída até virar uma pasta. Os sólidos do cacau sobem e ficam sobre a manteiga de cacau. Um proc...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *