Cuidados com o Coração: previna-se com estes produtos naturais

Por:
Categoria : Saúde | 12/05/2017 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email

Quando se fala em ‘doenças do coração’ ou ‘doenças cardiovasculares’ estamos nos referindo a uma série de doenças como:

  • Doença arterial coronariana
  • Pressão alta
  • Parada cardíaca
  • Insuficiência cardíaca
  • Arritmia cardíaca
  • Doença arterial periférica
  • Derrame Cerebral (AVC)
  • Cardiopatia congênita

Os fatores de risco para estas doenças podem ser não modificáveis (idade e gênero) ou modificáveis como:

  • Diabetes (açúcar elevado no sangue)
  • Colesterol elevado e hipercolesterolemia familiar
  • Triglicerídeos elevados
  • Pressão arterial elevada (hipertensão)
  • Excesso de peso e obesidade
  • Tabagismo
  • Uso abusivo de álcool
  • Sedentarismo
  • Estresse

Por isso, algumas ações de prevenção devem fazer parte do nosso dia a dia, especialmente no caso de idosos, mulheres no climatério e pessoas de qualquer idade com histórico familiar de doenças cardíacas.

O primeiro passo é reduzir fatores de risco, ou seja, reduzir o consumo de álcool, praticar atividades físicas, parar de fumar e controlar a alimentação (reduzindo, principalmente, o consumo de gorduras saturadas e açúcar). No caso de hipertensos deve-se também reduzir a quantidade de sódio presente nos alimentos.

Veja alguns alimentos e produtos naturais amigos do coração:

Os principais alimentos e produtos naturais que auxiliam na prevenção de doenças do coração são as fibras, as gorduras insaturadas (especialmente Ômega 3), os alimentos ricos em potássio e cloreto de magnésio, os antioxidantes e os alimentos ricos em esteróis.

Fibras: elas ajudam a reduzir e evitar inflamações e atua no controle do colesterol, você pode consumi-las in natura ou em cápsulas.

Inclua na sua alimentação diária aveia, quinoa, linhaça e outros cereais integrais, como por exemplo, o arroz integral e a farinha de trigo integral.

Feijão, grão de bico, ervilha, lentilha: são grãos ricos em fibras insolúveis que auxiliam na prevenção do colesterol alto, reduzindo a absorção de gordura.

Leia mais sobre alimentos que auxiliam no controle do colesterol >> Cuidado com o colesterol alto: previna-se com estes produtos naturais

Leia mais sobre alimentos que auxiliam no controle do diabetes >> Cuidados com o diabetes: previna-se com estes produtos naturais

Leia mais sobre os benefícios da aveia >> Aveia o alimento completo

Leia mais sobre os benefícios da quinoa >> Quinoa e seus benefícios

Leia mais sobre os benefícios da linhaça >> Os benefícios da linhaça

Oleaginosas: as castanhas, nozes e outras oleaginosas são ricas em gorduras insaturadas, essas gorduras atuam no fígado auxiliando na produção de colesterol bom (HDL).

Abacate: assim como as oleaginosas, o abacate também é rico em gorduras ‘do bem’, então o seu consumo moderado também é indicado, assim como o uso do azeite ou óleo de abacate.

Leia mais sobre o óleo de abacate >> Óleo de Abacate a sensação do momento

Azeite Virgem ou Extra Virgem: os dois são aliados do coração, famosos pela chamada ‘dieta do mediterrâneo’, lembrando que o ideal é utilizá-lo frio, sobre saladas ou na finalização dos pratos. Você também pode utilizá-lo no preparo de alimentos, mesmo perdendo parte das suas propriedades quando aquecido, o azeite de oliva não libera toxinas.

Chá de oliveira: as folhas da oliveira possuem os mesmos benefícios do azeite de oliva, contribuindo para a prevenção de doenças cardiovasculares, pois são ricas em minerais e antioxidantes (ricas em flavonoides).

Leia mais sobre o Chá de Oliveira >> As propriedades do Chá de Oliveira

Antioxidantes

Os polifenóis (flavonoides, fenóis, antocianinas, bioflavonóides e curcumina) são potentes antioxidantes, veja como inseri-los na sua dieta:

Vinho Tinto: muitos médicos recomendam o consumo de uma taça de vinho tinto ou suco integral de uva por dia pois são ricos em resveratrol, uma opção a ingestão de vinho tinto ou suco integral de uva é o consumo da própria fruta (uva escura com casca in natura ou passa) ou o consumo do resveratrol em cápsulas.

Leia mais sobre os benefícios da uva >> Conheça os benefícios da semente de uva

Alho e Cebola: ricos em quercetina, ajudam a reduzir a concentração de colesterol sérico, pressão arterial e inibi agregação plaquetária. O alho pode ser consumido também na forma de óleo (em cápsulas) e ainda auxilia no controle de lipídeos e na redução da glicose no sangue.

Leia mais sobre os benefícios do óleo de alho >> Benefícios do Óleo de Alho

Açafrão ou Cúrcuma: rico em curcumina, é um poderoso antioxidante e anti-inflamatório. Curcumina, presente no açafrão, reverte muitos dos passos do processo patológico das doenças do coração, melhora o funcionamento do endotélio, revestimento dos vasos sanguíneos. A curcumina reduz também as inflamações e a oxidação, importantes para as doenças de coração.

Leia mais sobre o açafrão >> Açafrão e seu poder anti-inflamatório

Chá verde e Matcha: o chá verde e o matcha também são ricos em antioxidantes e ajudam a prevenir as doenças cardiovasculares, pois também são ricos em cafeína e potássio. Possuem ainda propriedades termogênicas, que aceleram o metabolismo e ajudam a queimar gordura e a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL).

Leia mais sobre o matcha>> Matcha: a descoberta do oriente

Leia mais sobre o chá verde >> Chá Verde a maravilha asiática

Café: rico em cafeína, possui ação antihipercolesterolêmica e anti-hipertensiva, ou seja, auxilia na redução do colesterol e da pressão alta.

Leia mais sobre o café verde >> Se liga! Perca aqueles quilos a mais com café verde

Chocolate Amargo/Cacau: o cacau em si é rico em flavonoides, antioxidantes, vitaminas, minerais e até mesmo proteínas, algumas pesquisas ainda mostraram que o uso diário de cacau pode diminuir a resistência à insulina e reduzir a pressão arterial.

Leia mais sobre o cacau >> De vilão a herói: o cacau pode salvar sua vida

Gengibre: rico em ômegas e fibras, o gengibre também é um aliado na prevenção de doenças cardiovasculares já que ajuda a reduzir o colesterol, estimula o batimento cardíaco (consumo moderado para hipertensos – consulte seu médico), é rico em antioxidantes e melhora a circulação periférica.

Leia mais sobre o gengibre >> Gengibre vai até a raiz do problema

Tomate: o tomate é rico em licopeno, um carotenoide conhecido por ser um excelente antioxidante, ajudando a prevenir as doenças cardíacas.

Leia mais sobre o licopeno >> Licopeno: cor e nutrientes garantidos no alimento

Blueberry ou Mirtilo: rico em minerais como potássio e magnésio que auxiliam na contração muscular, a blueberry ainda é rica em antocianina, um poderoso antioxidante, atua também no combate ao colesterol, evitando a formação de placas nos vasos sanguíneos.

Leia mais sobre a blueberry >> Blueberry a fruta da longevidade

Soja e derivados: são ricos em isoflavonas e auxiliam na prevenção da aterosclerose; diminui colesterol, agregação plaquetária e níveis de TG; aumentam o HDL, além de ser um importante fitoesterol, sendo altamente recomendado para mulheres que estão no climatério.

Leia mais sobre a isoflavona >> Isoflavona e sua relação com a menopausa

Ômega 3

Peixes – os peixes e o óleo de peixe são fontes importantes de Ômega 3 (que ajuda a limpar as artérias) e Ômega 6, atuando na prevenção da aterosclerose, na redução da pressão arterial, diminuição da agregação plaquetária e da viscosidade do sangue.

Chia – a chia também é rica em ômega 3 e fibras, o que faz com que seu consumo diário seja recomendado para prevenir o colesterol, o diabetes e assim proteger o seu coração.

Leia mais sobre o Ômega 3 >> Por que o ômega 3 é tão importante para a saúde

Leia mais sobre a Chia >> Clique aqui

Minerais

Silício: o silício é um mineral fundamental para a prevenção de arteriosclerose, arteriopatias em geral e hipertensão pois ajuda a melhorar a elasticidade das paredes arteriais. Ele pode ser consumido através da alimentação diária (aveia, painço e cevada são as principais fontes) ou em cápsulas.

Leia mais sobre os benefícios do silício >> Cabelos, artérias e ossos mais fortes com silício

Cloreto de Magnésio: o cloreto de magnésio também é um excelente aliado na prevenção das doenças cardíacas. Além de auxiliar no controle da pressão arterial em diabéticos e compensar as variações na sensibilidade à insulina, ele também diminui os danos causados ao coração pela sobrecarga de ferro crônica e hipóxia crônica (baixa concentração de oxigênio), além disso o Magnésio é fundamental para os músculos, em especial o coração, sendo necessário para a contração muscular.

Leia mais sobre o cloreto de magnésio >> Quais os benefícios do Cloreto de Magnésio?

Sódio: uma opção interessante para quem tem hipertensão e precisa reduzir a ingestão de sódio é trocar o sal refinado pelo Sal Rosa do Himalaia, que possui menos sódio que o sal comum.

Leia mais sobre o Sal Rosa do Himalaia >> Sal Rosa do Himalaia

Veja outros alimentos que melhoram a circulação sanguínea na Dica da Nutricionista!

Além da alimentação, na busca de reduzir a pressão arterial e o colesterol, é preciso ficar atento a questões como estresse, ansiedade e depressão, que também atuam como fator de risco para doenças cardíacas. Nestes casos podem ser utilizados:

Camomila: uma das ervas mais conhecidas por seus efeitos relaxantes.

Maracujá: possui efeito calmante, sedativo, auxilia na absorção da glicose e no combate ao mau colesterol.

Mulungu: ansiolítico, antidepressivo e tranquilizante.

Capim limão ou capim-cidreira: também atua como tranquilizante e antidepressivo.

Há ainda a possibilidade de consumir um mix como o Kardium-Calm que já vem pronto e é composto por erva doce, camomila, maracujá e melissa.

Vale lembrar que uma forma de combater o estresse é manter o bom humor: castanhas, nozes, amêndoas, frutas como abacate e banana, aveia e chocolate são ótimos aliados nestas horas. Veja nesta Dica da Nutricionista

 

Referências:

Doenças cardiovasculares. Instituto Nacional de Saúde. Disponível em https://www.sns.gov.pt/wp-content/uploads/2016/03/DoencasCardiovasculares.pdf

Sociedade brasileira de cardiologia. I Diretriz Brasileira de Prevenção Cardiovascular. Disponível em http://publicacoes.cardiol.br/consenso/2013/Diretriz_Prevencao_Cardiovascular.pdf

SANTOS FILHO, R; MARTINEZ, T. L.R. Fatores de Risco para Doença Cardiovascular: Velhos e Novos Fatores de Risco, Velhos Problemas! ArqBrasEndocrinolMetabvol 46 nº 3 Junho 2002.

SALGADO FILHO, W. Alimentos funcionais e risco cardiovascular. Disponível em http://www.incor.usp.br/conteudo-medico/aulas/Alim_Func_Risco_CV.pdf

SIAN, N.C.; LOURIVAL, N.B. S. ALIMENTOS FUNCIONAIS NA REDUÇÃO DOS RISCOS DAS DOENÇAS CARDIOVASCULARES. Disponível em http://www.fap.com.br/forum_2012/forum/pdf/Saude/Comunicacao_Oral/ResSauCO02.pdf

Leia Também

Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – III Nas semanas anteriores vimos as diferenças entre alergia e intolerância, em que a legislação é feita apenas para proteger as pessoas que apresentam essas doenças. Uma das doenças mais graves de alergia é chamada de doença celíaca, que pode ...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – II No artigo anterior falamos um pouco sobre alergias e intolerâncias e começamos a falar das dietas sem glúten. Essa semana vamos nos aprofundar no assunto para você ficar craque e sair ajudando outras pessoas a entender sobre uma das legisla...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – I Essa semana vamos falar de um assunto que está gerando muita polêmica: normas da ANVISA que influenciam diretamente na sua percepção do produto que está adquirindo. Uma delas é em relação ao conteúdo de glúten nos alimentos, mas antes vamo...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *