Dieta Vegetariana e seus benefícios (comprovados) para doenças crônicas!

Por:
Categoria : Dietas, Saúde | 17/04/2018 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email

Além de auxiliar no emagrecimento e, portanto, trazer inúmeros benefícios aos pacientes obesos, a dieta vegetariana também trás outros benefícios à sua saúde, em especial para pacientes com doenças crônicas, sendo muito eficiente também na prevenção dessas doenças.

Doenças Cardiovasculares

A dieta vegetariana trás muitos benefícios a pacientes cardíacos ou com risco de doenças cardiovasculares, principalmente doenças coronarianas. Estudos apontam redução de 24% da mortalidade por doença isquêmica do coração em vegetarianos quando comparados a consumidores de carne animal. Isso não surpreende pois vegetarianos, geralmente, apresentam perfil de risco cardiovascular mais favorável do que não vegetarianos: menores níveis de colesterol total e de colesterol do tipo LDL (lipoproteína de baixa densidade), menor peso corporal e menor incidência de hipertensão e diabetes.

A explicação para os benefícios da dieta vegetariana para prevenção das doenças cardiovasculares está ligada, principalmente, ao consumo combinado de alimentos que isoladamente já propiciam benefícios à saúde cardiovascular como consumo reduzido de gorduras saturadas, maior consumo de fibras, grãos integrais, legumes, nozes e proteína de soja.

Hipertensão

Pacientes hipertensos também são muito beneficiados com a dieta vegetariana, diversas pesquisas apontam que ao optarem por dietas vegetarianas os pacientes, normais ou hipertensos, apresentaram redução da pressão arterial. Essas pesquisas são consistentes com os resultados de um estudos chamado DASH (sigla em inglês para Abordagens dietéticas para parar a hipertensão), que demonstrou que uma dieta rica em frutas, vegetais, grãos integrais e laticínios desnatados reduz significativa a pressão arterial.

Vale lembrar que a redução no consumo de alimentos processados, em especial a carne, e também de outros alimentos industrializados que acabam substituídos quando se opta por uma dieta vegetariana balanceada, naturalmente reduz também a ingestão de sódio, trazendo ainda mais benefícios aos hipertensos.

Diabetes

Estudos longitudinais (por grandes períodos de tempo) demonstraram que vegetarianos apresentam redução de risco de diabetes tipo 2 quando comparados a indivíduos em dieta não vegetariana. Enquanto os vegetarianos tem metade do risco de desenvolver o diabetes, os veganos apresentam apenas um terço quando comparado com indivíduos que consomem carne.

Essa grande redução está ligada não só a ausência da carne como também a ingestão preferencial de vegetais e fibras integrais.

A dieta vegetariana também reduz os riscos de diabetes gestacional, lembrando que nestes casos é essencial o acompanhamento de um nutricionista.

Outro ponto importante é que no caso de pacientes já diabéticos, a introdução de uma dieta vegetariana, substituindo a carne por proteína de soja ou vegetal reduziu o risco de doença renal, levou a uma importante redução de peso corporal além da melhora importante no controle glicêmico, no perfil lipídico e na redução da necessidade de medicamentos.

Neoplasias (câncer)

A dieta vegetariana pode prevenir e fazer parte do tratamento de diversos tipos de câncer. Quando se elimina os alimentos de origem animal, em especial a carne, reduz a ingestão de alimentos processados e aumenta a ingestão de fibras já se espera uma menor ocorrência de neoplasias e também uma maior expectativa de vida. Procure também adquirir outros hábitos de vida saudável como ter uma vida ativa, com a prática regular de atividades físicas, eliminar o tabagismo e o alcoolismo e as chances de desenvolver uma neoplasia também irá se reduzir.

Câncer de Cólon

O Fundo Mundial de Pesquisas em Câncer (The World Cancer Research Fund) relatou a existência de evidências científicas convincentes para a elevação do risco de desenvolver câncer de cólon associada ao consumo de carne vermelha ou de carne processada.

Uma explicação para a redução do risco de câncer do cólon em vegetarianos seria o consumo elevado de fibras, acelerando o volume fecal que, por sua vez, aumenta a mobilidade intestinal, aumentando o trânsito de substâncias carcinogênicas e, portanto, diminuindo a superfície de contato e o tempo de exposição da mucosa a esses agressores.

Câncer de Mama

Estudos sugerem que mulheres aderentes à dieta vegetariana por muitos anos apresentam redução do risco de desenvolver câncer de mama associado ao consumo elevado de vegetais (frutas, legumes e soja) e ao consumo reduzido de carne vermelha. Uma possível explicação para a redução da ocorrência de câncer de mama em vegetarianas está fundamentada na diminuição da exposição estrogênica da mama, observada pela redução do nível sérico hormonal, pelos ciclos menstruais mais longos e pela menarca tardia.

Outra possível explicação para a redução de risco de desenvolver câncer de mama com as dietas vegetarianas sugere que vegetais, grãos integrais, legumes e frutas, ricos em fibras e nutrientes, como o ácido fólico, são também ricos em compostos bioativos, chamados fitoquímicos, que apresentam inúmeras propriedades antioxidantes e antiproliferativas.
Outras doenças que se beneficiam de uma dieta vegetariana

Outras doenças

Ainda com poucos resultados conclusivos, mas alguns estudos e observações em andamento apontam que a Dieta Vegetariana, pelo não consumo de carne vermelha ou proteína animal (em especial processada) e pelo maior consumo de vegetais, fibras e fitoquímicos traria contribuições para redução do risco de outras importantes doenças como:

  • doença diverticular do cólon
  • litíase renal
  • litíase biliar
  • artrite reumatóide
  • gota
  • doença renal
  • doença de Crohn
  • retocolíte ulcerativa

E a Osteoporose?

Uma dúvida comum é se uma dieta vegetariana impactaria na ocorrência de Osteoporose. Uma dieta vegetariana balanceada é rica em nutrientes que promovem a saúde óssea, como magnésio, potássio, vitamina K, vitamina C, além de apresentarem uma carga ácida baixa, reduzindo a perda óssea.

Tanto vegetarianos como veganos podem apresentar deficiência de cálcio, vitamina B12 e vitamina D, daí a importância de um acompanhamento com nutricionista e da suplementação de Vitamina B12 em cápsulas. A deficiência de cálcio pode ser suprimida com o consumo de outros alimentos ricos neste mineral ou pela suplementação em cápsulas, bem como a Vitamina D, que pode ser produzida pela exposição moderada aos raios solares e também através de suplementação.

Referências:

BAENA, Renato C. . Dieta vegetariana: riscos e benefícios. http://files.bvs.br/upload/S/1413-9979/2015/v20n2/a4714.pdf

Dieta vegetariana emagrece duas vezes mais do que as tradicionais, diz estudo. Gazeta do Povo. http://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/saude-e-bem-estar/dieta-vegetariana-emagrece-duas-vezes-mais-diz-estudo/

MARINHO, Antonio. Dieta vegetariana permite perda radical de peso. O Globo. https://oglobo.globo.com/sociedade/saude/dieta-vegetariana-permite-perda-radical-de-peso-2696925

SOCIEDADE VEGETARIANA BRASILEIRA. Guia alimentar de dietas vegetarianas para adultos. https://www.svb.org.br/livros/guia-alimentar.pdf

Leia Também

Dieta Vegetariana emagrece mesmo? Sim! Se você é ‘carnívoro’, optar por uma dieta vegetariana irá te ajudar sim a emagrecer e pode lhe trazer ainda muitos outros benefícios! Veja neste artigo os princípios que fazem da Dieta Vegetariana uma aliada do emagrecimento e quais ...
Pasta de Amendoim Integral: saiba como escolher e aproveitar todos os benefícios... Muitas são as dúvidas sobre as diferenças entre manteiga de amendoim, pasta de amendoim e creme de amendoim. Por isso preparamos este artigo! Confira as diferenças, benefícios e escolha sem medo de errar a melhor opção para você! Os bene...
Dieta Paleolítica (Paleo ou Dieta das Cavernas) funciona mesmo? Sim! Entenda por... A dieta paleolítica tornou-se popular e começou a ser amplamente estudada na década de 1970, difundida pelo médico gastroenterologista Walter L. Voegtlin. Ela parte dos princípios da alimentação de nossos ancestrais, que viviam no período p...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *