Gengibre: Vai Até A Raiz do Problema

Por:
Categoria : Alimentos Funcionais, Saúde | 03/02/2015 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email

O gengibre é uma planta nativa da Ásia tropical oriental com longas folhas verde-brilhante e belíssimas flores. Apesar de toda a sua beleza, o que realmente importa para a nossa saúde é o seu rizoma (caule horizontal subterrâneo), popularmente chamado de raiz.

A raiz do gengibre vem sendo usada por muito tempo para o tratamento de diferentes problemas de saúde, além de dar um sabor todo especial a diferentes receitas culinárias.

O gengibre possui zingiberol, amido, ácidos graxos livres como os ômegas e muita fibra.

A ingestão do gengibre:

  • Melhora a digestão e funcionamento do intestino;
  • Reduz níveis de colesterol;
  • Evita náuseas e vômitos (podendo ser ingerido até por gestantes saudáveis em pequenas quantidades);
  • Diminui cólicas;
  • Auxilia no tratamento de doenças respiratórias como a bronquite;
  • Alivia dores reumáticas;
  • Estimula o batimento cardíaco (portanto, hipertensos devem consumir com indicação médica da quantidade adequada);
  • Elimina radicais livres (alta ação antioxidante);
  • Diminui o risco de complicações crônicas causadas pelo diabetes mellitus tipo 2 (aumenta a glicose no sangue);
  • Auxilia no tratamento de gripes e resfriados;
  • Melhora o sistema imunológico;
  • É afrodisíaco;
  • Elimina bactérias causadoras de intoxicação alimentar;
  • Melhora a circulação periférica;
  • Auxilia na perda de peso.

A sugestão de uso é de 1 colher (café) por dia. Acrescente o pó a sucos ou alimentos.

Assista o vídeo com 15 motivos para comer gengibre!

Referências:
Índice Terapêutico Fitoterápico: ITF. 1 ed. Petrópolis, RJ: EPUB, 2008. p. 163.
KHANDOUZI, N. et al. The effects of ginger on fasting blood sugar, hemoglobinaAIc, apolipoprotein B, apolipoprotein A-I and malondialdehyde in type 2 diabetic patiens.IJPR, v. 14, n. 1, p. 131-40, 2015.
MAHMOUD, R. H.; ELNOUR, W. A. Comparative evaluation of the efficacy of giger and orlistat on obesity management, pancreatic lipase and liver peroxisomal catalase enzyme in male albino rats. Eur. Rev. Med. Pharmacol. Sci., v. 17, p. 75-83, 2013.

Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *