Não perca a Luta Contra o Câncer de Mama para uma “Fake News”

Por:
Categoria : Alimentos Funcionais, Saúde | 05/10/2018 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email

O Outubro Rosa é o mês de prevenção e luta contra o câncer de mama. Junto com a popularização dos celulares, redes sociais e toda a facilidade que a internet nos trouxe, estamos diante de outro grave problema: as Fakes News que atingem também a área da saúde!

Reportagem recente do portal O Estado de São Paulo, destaca a preocupação dos Mastologistas com a propagação de conteúdo falso, que prejudica o tratamento e a possibilidade de cura do câncer de mama.

É importante destacar que alimentos, dietas, chás e suplementos alimentares são métodos importantes de PREVENÇÃO e AUXILIARES no tratamento do câncer de mama. Não devemos, em hipótese alguma, substituir o tratamento (cirúrgico, radioterápico ou quimioterápico) por alimentos, chás ou cremes na esperança de obter a cura do câncer de Mama.

Mas então o que é verdade na prevenção e luta contra o câncer de mama?

  1. A prevenção começa com uma rotina de bons hábitos: uma alimentação saudável (rica em antioxidantes, vitaminas e minerais) combinada com a prática de atividades físicas regulares, boas noites de sono e atividades que reduzam o estresse e o cansaço físico e mental fortalecem o organismo diminuindo os riscos de diversas doenças, inclusive o câncer de mama.
  2. Diagnóstico Precoce aumenta as chances de cura: faça o autoexame regularmente e consulte o ginecologista ou mastologista ao menos 1 vez por ano, a partir dos 40 anos (se houver casos na família comece antes), o diagnóstico precoce é a melhor forma de garantir uma maior chance de cura.
  3. Siga as recomendações médicas: existem dezenas de subtipos diferentes de câncer de mama, 4 são os mais comuns, por isso o tratamento varia de paciente para paciente. Seguir o tratamento indicado pelo seu oncologista é fundamental, seja ele cirúrgico, radioterápico, quimioterápico ou combinação destes. Não há outra forma de combater os tumores!

Como assim? Não há outra forma de combater o câncer de mama que não seja cirurgia, radioterapia e quimioterapia?

Isso mesmo! As células que compõem o tumor se proliferam de forma diferente em cada um dos tipos, mas a sua eliminação só se dá através destes tipos de tratamento, após o diagnóstico do tumor seguir o tratamento e se manter bem é a melhor opção!

É neste ponto que os produtos naturais e suplementos alimentares podem fazer a diferença! O objetivo deve ser auxiliar e complementar o tratamento, garantindo maior bem estar físico e psíquico à paciente.

Glutamina: sim, aquela mesma que é utilizada por atletas e praticantes de musculação e hipertrofismo! Ela é indicada em 2 situações para pacientes com câncer. A primeira é no pós-operatório, a glutamina age tanto nos músculos quanto no plasma, ela ajudar a reduzir a perda de massa muscular proveniente do estado catabólico que o paciente se encontra após a cirurgia e atua como importante fonte energética dos linfócitos, melhorando o sistema imunológico. A segunda é durante a radioterapia e quimioterapia, já que algumas pacientes podem sofrer de mucosite oral grave, uma inflamação na boca e garganta que pode impedir uma alimentação adequada.

Graviola: não há estudos em humanos, apenas em camundongos, que comprovem sua eficiência contra o câncer. A única informação confiável é que ela possui sim alta citotoxicidade, ou seja, ela possui potencial para diminuir a frequência de tumores, atuando como coadjuvante no tratamento, mas nunca substituindo o tratamento convencional. O fato de apresentar citotoxicidade também apresenta riscos, seu consumo em excesso pode levar à intoxicação e à doenças neurodegenerativas como o Parkinson.

Curcumina: o açafrão (cúrcuma) e o curry também podem ser coadjuvantes no tratamento já que eles possuem poder anti-inflamatório, a curcumina é um importante antioxidante e ajuda a tratar quadros depressivos. Os estudos que atrelam seu uso a redução da metástase ainda não são conclusivos.

Resveratrol: presente na uva, no suco de uva ou em cápsulas, este flavonoide tem potencial para retardar o crescimento das células cancerígenas, reduzindo o seu ritmo de crescimento e também torná-las mais suscetíveis ao tratamento por radioterapia.

Antocianinas: outro flavonoide que apresenta potencial para reduzir o ritmo de crescimento dos tumores, está presente na amora, mirtilo (blueberry), cereja, ameixa, romã, repolho roxo, hibisco e outros alimentos que apresentação a coloração azul, violeta ou vermelha.

Chá verde: a presença de diversas vitaminas e seu alto poder antioxidante também o colocam como um aliado na prevenção e auxiliar no tratamento do câncer de mama, ele auxiliaria na prevenção da metástase e na redução da propagação das células cancerígenas.

Selênio: ele possui ação antioxidante e diversos estudos estão sendo conduzidos para identificar o seu poder na prevenção e tratamento do câncer de mama, ele é apontado como um agente antimutagênico, prevenindo transformações malignas de células normais. Este efeito protetor do selênio foi primeiramente associado com sua presença na glutationaperoxidase e na tioredoxinaredutase, enzimas que são conhecidas por proteger o DNA e outros componentes celulares do dano oxidativo.

Mais uma vez reforçamos: siga o tratamento prescrito pelo seu oncologista! Cada paciente possui características próprias, que são afetadas por dezenas de fatores. Não substitua o tratamento “convencional”, busque uma alimentação equilibrada para garantir a melhor resposta imunológica possível!

Leia Também

Castanha do Pará (Castanha do Brasil) e os benefícios para sua saúde Ela é a amêndoa típica do Brasil e possui uma grande demanda internacional, tanto é que seu novo nome é justamente Castanha do Brasil. Mas nós a conhecemos mesmo por Castanha do Pará, já que é nesse estado que está concentrada sua produção!...
10 E-books Gratuitos para quem busca uma vida saudável Em comemoração ao Dia Nacional do Livro separamos uma lista com 10 e-books gratuitos que irão te ajudar a ter uma vida mais saudável! Eles estão disponíveis gratuitamente (em outubro de 2018) na Amazon e você não precisa ter um Kindle para...
Qual a máscara de argila ideal para sua pele? Normalmente a pele do rosto possui características diferentes da pele das demais partes do corpo, ela fica mais exposta ao sol (raios UV’s), recebe mais agentes químicos (cremes e maquiagem), além do contato com a poluição (principalmente s...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *