Por que o Ômega 3 é tão importante para a saúde?

Por:
Categoria : Alimentos Funcionais, Saúde | 19/03/2013 | 1 comentário

Print Friendly, PDF & Email
Por que o Ômega 3 é tão importante para a saúde?

Os ácidos graxos poli-insaturados ômega-3 são formados por cadeias de carbonos longas e podem ser encontrados principalmente como o ácido alfa-linolênico, oEPA (ácido eicosapentaenoico) e o DHA (ácido docosahexaenoico). Mas o que tudo isso significa para a saúde e por que é tão importante a ingestão de alimentos com esse nutriente?

Os ácidos graxos sempre foram conhecidos como importantes fornecedores de energia para o nosso corpo, porém, com o tempo e diversos estudos científicos foram descobertas outras importantes funções destes lipídeos para o nosso organismo. Principalmente após descobrir-se que são ácidos graxos essenciais, ou seja, aqueles que não são produzidos pelo nosso próprio organismo. Muitos profissionais de saúde passaram a orientar seu uso através da boa alimentação.

Os ácidos EPA e DHA fazem parte da estrutura dos fosfolipídeos que são componentes importantes da parede celular e matriz estrutural de todas as células, ou seja, são de extrema importância para a saúde das células e formação de tecidos, podendo influenciar na prevenção contra o câncer, melhora a eficácia da quimioterapia e radioterapia, retardamento de crescimento de tumores, formação de tecidos musculares, auxilio do tratamento de inúmeras doenças de pele e articulações e também melhoria da saúde dos olhos.

Além disso, o ômega-3 é responsável por melhorar os processos metabólicos e de transmissão de sinais neurais. Dessa forma é considerado um poderoso antidepressivo, ansiolítico, melhorador do sistema imunológico, anti-inflamatório e ainda previne contra doenças cardiovasculares.

Diversos estudos brasileiros e internacionais têm comprovado cada vez mais a multifuncionalidade do ômega-3 para a nossa saúde. Alguns exemplos são: os efeitos contra transtorno depressivo desenvolvido pelo Departamento de Psiquiatria do Hospital Universitário da China; efeitos contra doença cardiovascular desenvolvido pelo Comitê de Nutrição da Associação Americana do Coração (AHA); o uso da suplementação de ômega-3 para indivíduos em treinamento de força, desenvolvido através da Universidade Federal do Mato Grosso; e ainda a ação na resposta anti-inflamatória do ômega-3 em pacientes com câncer e caquexia, realizada através da Universidade de São Paulo.

O ômega-3 é encontrado em peixes como sardinha, salmão, carpa, bagre, truta, etc. Para ser mais prático, o uso de ômega-3 em cápsula permite melhor controle da quantidade de ingestão diária que deve ser de 1g de EPA e DHA (combinados) por dia.

O que você está esperando? Comece a usar agora mesmo esse maravilhoso “multifuncional” para a sua saúde. Passe em uma de nossas lojas em Londrina ou acesse nossa loja virtual e adquira esse poderoso suplemento e receba no aconchego da sua casa!

Leia Também

Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – III Nas semanas anteriores vimos as diferenças entre alergia e intolerância, em que a legislação é feita apenas para proteger as pessoas que apresentam essas doenças. Uma das doenças mais graves de alergia é chamada de doença celíaca, que pode ...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – II No artigo anterior falamos um pouco sobre alergias e intolerâncias e começamos a falar das dietas sem glúten. Essa semana vamos nos aprofundar no assunto para você ficar craque e sair ajudando outras pessoas a entender sobre uma das legisla...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – I Essa semana vamos falar de um assunto que está gerando muita polêmica: normas da ANVISA que influenciam diretamente na sua percepção do produto que está adquirindo. Uma delas é em relação ao conteúdo de glúten nos alimentos, mas antes vamo...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Comentário (1)

  1. postado por Maria alzenete de luma em 28/09/2015

    Eu quero usar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *