Qual a Melhor Atividade Física para a Sua Saúde? #2

Por:
Categoria : Saúde | 28/07/2014 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email
Qual a Melhor Atividade Física para a Sua Saúde? #2

No artigo anterior você ficou sabendo dos tipos de exercícios que são mais indicados para cada tipo de problema de saúde, mas por que eles são recomendados, quais os verdadeiros efeitos do exercício na nossa saúde?

  • Diabetes: os exercícios aeróbicos estimulam o pâncreas a produzir insulina e tanto o aeróbico como o de resistência aumentam o consumo de glicose (fonte de energia para o músculo trabalhar) impedindo que a mesma se acumule no sangue. Além disso melhora a circulação que pode ser um grande problema para quem tem diabetes. Quanto mais regular a prática de exercícios, melhor será o resultado para as pessoas que possuem diabetes do tipo 2. Já os que possuem do tipo 1, devem ficar sempre atentos aos índices glicêmicos durante a atividade física e sempre carregar um sache de glicose ou balas para o caso de uma queda muito brusca dos índices glicêmicos (meça antes, durante e após o treino para saber se está exagerando ou pegando muito leve nas atividades). O alongamento é indispensável para evitar rigidez das articulações. Diabéticos precisam tomar muita água, porque desidratam mais que as outras pessoas.
  • Colesterol: a perda de peso provocada pela atividade aeróbica aumenta a ação/produção de uma enzima chamada lipoproteinolipase (LPL) que é responsável pela quebra do triglicerídeo. A atividade aeróbica é principalmente a forma mais apropriada para reduzir o LDL (colesterol ruim) em crianças. Já a prática de atividades de resistência, quando associadas as aeróbicas, são muito indicadas para pessoas que possuem níveis de HDL (colesterol bom) muito baixas.
  • Depressão e outros distúrbios do humor: a atividade física está diretamente relacionada com a autoestima de um indivíduo e essencialmente favorece a interação social, portanto só por esses motivos já melhora os casos depressivos e distúrbios do humor, mas os benefícios da atividade física para esses casos não param por aí. A pratica de atividades físicas provocam a liberação de endorfina e dopamina que proporcionam efeito tranquilizante e analgésico. Além disso melhora a capacidade respiratória, cardíaca, tempo de reação motora, memória recente e cognição e o mais importante, melhora a qualidade do sono, fator essencial para o tratamento de depressão, ansiedade, entre outros.
  • Problemas de coluna, posturais e nas articulações: o alongamento é a principal forma de reduzir o enrijecimento das articulações, além de propiciar estímulos para evitar tensões musculares que causam dor em função da má postura. O fortalecimento muscular é essencial para evitar o excesso de carga/peso nos ossos e articulações que causam dores nos joelhos, calcanhares e principalmente na coluna. Os músculos mais fortes sustentam o nosso corpo na posição correta e evitam o desgaste e inflamações dos ossos e a má postura.

SEMPRE consulte um médico. Cada pessoa possui uma necessidade especial conforme o problema de saúde que tem. O exercício físico deve ser bem pensado e programado conforme a necessidade de cada indivíduo.

Não espere ter problemas de saúde para começar a se movimentar. A prática de atividade física, seja ela qual for, evita o desenvolvimento de muitas doenças, retarda o envelhecimento e te deixa ainda mais feliz e de bem com a vida.

Fique atento ao próximo artigo: conheça alimentos e suplementos que podem te ajudar na hora de colocar todas essas dicas em prática e também aqueles suplementos que você deve evitar para que não acabe trazendo prejuízos à saúde.

Leia Também

Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – III Nas semanas anteriores vimos as diferenças entre alergia e intolerância, em que a legislação é feita apenas para proteger as pessoas que apresentam essas doenças. Uma das doenças mais graves de alergia é chamada de doença celíaca, que pode ...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – II No artigo anterior falamos um pouco sobre alergias e intolerâncias e começamos a falar das dietas sem glúten. Essa semana vamos nos aprofundar no assunto para você ficar craque e sair ajudando outras pessoas a entender sobre uma das legisla...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – I Essa semana vamos falar de um assunto que está gerando muita polêmica: normas da ANVISA que influenciam diretamente na sua percepção do produto que está adquirindo. Uma delas é em relação ao conteúdo de glúten nos alimentos, mas antes vamo...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *