Vitaminas A e D: fontes e funções

Por:
Categoria : Alimentos Funcionais, Saúde | 12/12/2013 | Seja o 1º a comentar!

Print Friendly, PDF & Email
Vitaminas A e D: fontes e funções

Como dito no primeiro artigo, as vitaminas são essenciais para a nossa saúde e traz inúmeros benefícios. Sendo divididas em dois grandes grupos, lipossolúveis e hidrossolúveis, as vitaminas não são produzidas pelo nosso próprio organismo e por isso é extremamente necessário que elas estejam presentes na nossa alimentação.

No artigo dessa semana vamos conhecer um pouco mais sobre as vitaminas lipossolúveis e os alimentos nos quais podemos encontrá-las. Também veremos alguns sintomas que podem surgir no caso da deficiência dessas vitaminas.

•    Vitamina A – também conhecida como retinol, é uma vitamina indispensável para a saúde dos olhos e pele, além disso, a vitamina A ainda é excelente para aumentar a resistência a infecções, na prevenção da anemia e proteção das células contra radicais livres.
É encontrada em grandes concentrações em óleo de fígado de bacalhau, ovos e derivados de laticínios e em menores quantidades em frutas oleaginosas (avelã e castanhas) e frutas secas (banana e figo).
Os sintomas da deficiência dessa vitamina são: pele seca, cabelos de baixa qualidade, visão fraca (especialmente durante a noite ou com iluminação fraca) coceira e ardor nos olhos, dor de cabeça e nos globos oculares.

•    Vitamina D – é uma das únicas vitaminas que são produzidas pelo nosso próprio corpo, no entanto apenas o sol sintetiza e a torna disponível para o nosso organismo, por isso é conhecida como a vitamina do sol.  Uma curiosidade sobre a vitamina D é que alguns estudiosos a consideram basicamente como um hormônio. É essencial para a absorção de cálcio. São necessários em média 5 a 10 minutos de exposição ao sol (mãos, braços e rosto) para que seja sintetizada quantidade suficiente dessas vitaminas, esse tempo pode variar conforme idade, sexo, cor da pele (quanto mais escura mais tempo de exposição é necessário), horário e localidade. Aqueles que não podem ficar expostos ao sol devem consumir a vitamina na alimentação.
É encontrada em grandes concentrações em peixes, leite e derivados, gema do ovo, leite de soja, aveia em flocos e granola com uva passa.
A deficiência dessa vitamina é muito associada com raquitismo, cabeça, articulações e tórax aumentados e osteomalacia (ossos moles).

No próximo artigo vamos dar continuidade falando sobre as vitaminas lipossolúveis  E e K e os alimentos nos quais podemos encontrá-las. Fique ligado!

Leia Também

Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – III Nas semanas anteriores vimos as diferenças entre alergia e intolerância, em que a legislação é feita apenas para proteger as pessoas que apresentam essas doenças. Uma das doenças mais graves de alergia é chamada de doença celíaca, que pode ...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – II No artigo anterior falamos um pouco sobre alergias e intolerâncias e começamos a falar das dietas sem glúten. Essa semana vamos nos aprofundar no assunto para você ficar craque e sair ajudando outras pessoas a entender sobre uma das legisla...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – I Essa semana vamos falar de um assunto que está gerando muita polêmica: normas da ANVISA que influenciam diretamente na sua percepção do produto que está adquirindo. Uma delas é em relação ao conteúdo de glúten nos alimentos, mas antes vamo...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *