Vitaminas B e C: fontes e funções

Por:
Categoria : Alimentos Funcionais, Saúde | 21/01/2014 | 1 comentário

Print Friendly, PDF & Email
Vitaminas B e C: fontes e funções

No último artigo da série sobre as vitaminas, vamos aprender um pouco mais sobre a última vitamina do complexo B, a vitamina B3 e também sobre a vitamina C, uma vitamina essencial para a nossa saúde.

•    Vitamina B3 – também conhecida como niacina, essa vitamina é produzida pelas bactérias do nosso próprio intestino e está amplamente distribuída nos nossos alimentos, por isso a sua carência não é muito frequente, contudo deve-se tomar muito cuidado com a super dosagem que, por ser uma excelente vasodilatadora, pode causar dores de cabeça e até mesmo sangramento pelo nariz. Os benefícios que ela traz para nossa saúde vão desde auxílio na remoção de químicas tóxicas do nosso organismo, auxílio na produção de hormônios sexuais e relacionados ao estresse, funciona como uma coenzima que converte carboidratos, lipídios e proteínas em energia, além de tudo isso ainda mantém e melhora a saúde da pele, do sistema nervoso e do digestório.

– Ela pode ser encontrada em carnes vermelhas, peixes e aves, mas também é encontrada em vegetais como o levedo de cerveja, cereais e pães integrais, castanhas, nozes e amendoins e também no feijão.

– A deficiência dessa vitamina pode causar irritabilidade, perda de apetite, fraqueza, tontura e até confusão mental. A falta da vitamina no nosso organismo também é muito conhecida por ocasionar a pelagra, uma doença que torna a pele muito áspera em alguns pontos.

ATENÇÃO: pessoas que fazem consumo rotineiro de anticoncepcionais e soníferos precisam consumir uma quantidade maior dessa vitamina.

•    Vitamina C – muito conhecida como ácido ascórbico, é um poderoso antioxidante, auxilia na absorção de ferro e ainda auxilia na produção de um hormônio considerado antiestresse. Além de todos esses benefícios, a vitamina C ainda melhora a resposta imune do nosso corpo, nos deixando ainda mais protegidos, mas o principal benefício dessa vitamina é a importância na produção de colágeno que é essencial para a nossa saúde, já que sem ele não conseguiríamos nos cicatrizar de ferimentos e nossos ossos, pele, dentes, articulações, entre outros, não teriam saúde.  A dose recomendada de ingestão diária é entre 80 a 100mg, sendo a dosagem máxima para mulheres que estão amamentando que precisam ingerir 120mg de vitamina C. Fumantes devem consumir o limite máximo de 100mg, enquanto adultos devem consumir 80mg.

– O ácido ascórbico é facilmente encontrado em frutas cítricas, frutas vermelhas, verduras e folhas, pimentões, batatas, beterrabas. Hoje as fontes mais ricas em vitamina C são: Gojiberry, Cranberry e mirtilo. A vitamina C também pode ser encontrada em cápsulas.

– A principal doença causada pela falta de vitamina C é o escorbuto (razão pela qual a vitamina é conhecida como ácido ascórbico, que significa ácido anti-escorbuto), mas também pode causar irritabilidade, fraqueza, dores nos músculos e articulações, gengivite, queda dos dentes, sangramento pelo nariz, digestão difícil e anemia causada pela má absorção de ferro.

Fontes utilizadas para a realização da série ‘Vitaminas: fontes e funções’:
Alimentação: um segredo da saúde. – BATELLO, C.
Alimentação saudável: a sua importância na qualidade de vida e prevenção de doenças. – YAMASHITA, C.; SARKIS, K. S.
Dicionário de vitaminas. – MERVYN, L.
Nutrição: conceitos e controvérsias. – SIZER, F.; WHITNEY, E.
O que você precisa saber sobre nutrição. –BONTEMPO, A.
Vitaminas: aspectos práticos em medicina. – BUENO, A. E.

Leia Também

Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – III Nas semanas anteriores vimos as diferenças entre alergia e intolerância, em que a legislação é feita apenas para proteger as pessoas que apresentam essas doenças. Uma das doenças mais graves de alergia é chamada de doença celíaca, que pode ...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – II No artigo anterior falamos um pouco sobre alergias e intolerâncias e começamos a falar das dietas sem glúten. Essa semana vamos nos aprofundar no assunto para você ficar craque e sair ajudando outras pessoas a entender sobre uma das legisla...
Normas da ANVISA para alimentos alergênicos – I Essa semana vamos falar de um assunto que está gerando muita polêmica: normas da ANVISA que influenciam diretamente na sua percepção do produto que está adquirindo. Uma delas é em relação ao conteúdo de glúten nos alimentos, mas antes vamo...
Gostou? Então compartilhe este artigo!

Comentário (1)

  1. postado por André em 09/02/2014

    Show de bola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *